180º

«There is always a subjective aspect in landscape art, something in the picture that tells us as much about who is behind the camera as about what is in front of it.» Robert Adams

Tenho vindo a produzir um novo trabalho, fotografias apresentadas em díptico, tiradas a 180 graus uma da outra. Experiência subjectiva do sentido de lugar, no caso o território onde habito, onde se aborda a noção de polaridade, de oposição, de rejeição que amiúde se torna num apagamento ou anulação do outro lado, do que parece feio, desinteressante. A uma imagem que parece reflectir alguma espécie de conflito ou apego, uma outra relacionada com a percepção do que está no lado oposto, abrindo espaço ao diálogo, ao descentramento, à integração. Esta série está exposta aqui.
Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: