antologias

Street Photography Now

Meanwhile, some street stalwarts who aren’t daily participants in the online world are left out, e.g., Charles Traub, Sylvia Plachy, Daido Moriyama, Friedlander, and Henry Wessel, not to mention the patron saint of candid street photography, Elliott Erwitt.(…) Would the book be better titled Street Photography Online Now? In case I haven’t been clear, this is a book worth owning for anyone interested in street photography. The photography is generally great and, as many have noted, you’re virtually guaranteed to discover work that’ll be new to you.”

Blake Andrews levanta algumas questões sobre este livro recente “Street Photography Now“. Algumas delas são transferíveis para uma série de livros editada em Portugal (Chiado Editora) intitulada “Essência e Memória – Antologia de Fotografia Contemporânea“, que conheceu o seu volume III durante o mês de Dezembro. Colocar em causa a qualidade das fotografias, é navegar em águas sempre subjectivas, e pelo que se vai vendo nas sucessivas edições, parece existir cuidado em escolher imagens que representam amplamente as correntes estéticas mais actuais. Além disso, merece todo o aplauso o carácter de beneficiência da iniciativa, algo em que a indústria cultural nacional ligada à imagem é notoriamente deficitária, pelo que existe todo o mérito no preenchimento dessa lacuna.

Tratando-se de um conjunto eclético de fotógrafos que vão do amador até ao profissional, existem todavia diferentes nuances de uns e de outros, pelo que nem sempre essa distinção é suficientemente clarificadora para aferir critérios de qualidade. A fórmula de selecção privilegia a amplitude de fotógrafos e a exiguidade de imagens de cada um, todavia este modelo 1 fotografia-1 fotógrafo parece privilegiar a quantidade e a sorte em detrimento do trabalho e da qualidade. Em termos de continuidade ou consistência, verifica-se que é maioritária uma lista de nomes cuja relevância da obra actual ou passada é, na melhor das hipóteses pouco conhecida, ou na pior, nula.

Antes que soem as trombetas do elitismo, percebe-se a definição de antologia como apenas uma selecção, mas a associação entre ambos os termos “antologia” e “fotografia contemporânea”, tende a pressupôr que se trate de uma escolha que contenha o melhor do melhor e não apenas o possível. O “melhor” é algo sempre subjectivo, no entanto parece não ser dificíl de perceber que existe um conjunto de entidades que estão aptas a definir com alguma qualidade e objectividade o conjunto de autores nacionais figuráveis numa “antologia”, nomeadamente museus, centros de arte, entidades ligadas à fotografia nacional, galerias, colecções, etc., mesmo descontando os favorecimentos que este tipo de escolhas sempre encerram. Nesta selecção, o critério curatorial que presidiu à escolha dos seleccionados não parece estar conectado com a história contemporânea portuguesa do medium. Onde estão Molder, Nozolino, Blaufuks, et al? A existir uma possível lista dos 50 autores portugueses contemporâneos mais relevantes, está algum deles representado nalgum dos 3 tomos até agora lançados? A pompa do título, não parece justificada na falta de conteúdo.

Existem no entanto validações importantes e de mencionar: a oportunidade de edição a autores menos conhecidos e a potencial galvanização/motivação que daí advém. Um outro factor não menosprezável é o potencial de descoberta de novos talentos, talvez um termo mais adequado do que o peso específico que a palavra antologia parece sugerir, ainda que o termo “novos talentos” e “emergentes” nem sempre configure uma situação totalmente clara, e temos como exemplo recente a (enganada?) candidatura de Edgar Martins à iniciativa Emergentes, dos últimos Encontros da Imagem de Braga, que, conta quem sabe, não parece ter sido muito bem sucedida.

Pese embora esta escolha de um nome ambicioso mas pouco condizente com o conteúdo, a edição desta “Essência e Memória – Antologia de Fotografia Contemporânea” configura mérito, assim possa conquistar espaço e um público que lhe permita continuar nos seus propósitos.

Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: