guillaume pazat, sensation

Momentos fugazes do viajante, congelados na superfície sensível do suporte e eleitos pelo olhar do fotógrafo. Situações do quotidiano, geometrizadas, ambiguidades, onde a opacidade dos contraluz nos evoca uma espécie de teatro de sombras. No amanhecer, ou entardecer surgem figuras sem tempo nem identidade, que convocam estas fotografias para um universo onírico e irreal.

Sensation
, de Guillaume Pazat, fotógrafo francês radicado em Portugal e membro do colectivo Kameraphoto. Uma viagem pela América do Sul deu o mote a este conjunto de imagens, que podem agora ser vistas até 28 de Fevereiro em Braga, no Restaurante Brac, em iniciativa conjunta com os Encontros da Imagem.

Vontade de partir…

EN

“Fleeting moments of the traveler, frozen in the sensitive surface of the substrate and elected by the eye of the photographer. Everyday situations, geometric, ambiguities, where the opacity of the backlight evokes a kind of shadow puppetry. At dawn, dusk or figures emerge out of time or identity, which call these photos to a dreamlike and unrealistic universe. ”

Sensation from Guillaume Pazat, french photographer living in Portugal and member of the Kameraphoto collective. A trip through South America set the tone for this group of images, which can now be seen until Feb. 28 at the Brac Restaurant (Braga), in a joint initiative with Encontros da Imagem.

Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: