imagem da mulher

 

Sob o título “Killing Us Softly: Advertising’s Image of Women“, uma reflexão sobre a forma como a imagem feminina tem sido usada em publicidade. Embora de lavra já antiga, o tema é plenamente actual, todavia parece não suscitar grande debate ou interesse público, pese embora a ocasional polémica, rapidamente soterrada pela seguinte. Um escrito que parece ter servido de sustentação teórica a esta produção, é o livro de John BergerWays of Seeing” publicado em 1972 e baseado na série da BBC com o mesmo nome. Nele, Berger procura colocar a fotografia no contexto da história de arte ocidental, afirmando a sistemática objectificação da mulher pela arte, pratica que afirma ter sido continuada pela fotografia.
Se no passado a predominância de um olhar masculino (male gaze) sobre a mulher possa ter contribuído para  que essa tendência se tenha verificado de forma continuada,  existe na fotografia contemporânea uma forte proliferação de imagens de mulheres realizadas/apropriadas/etc por mulheres. Seria interessante perceber de que modo reflectem as fotógrafas sobre esta questão, sem no entanto esquecer que o tal male gaze nunca deixou de exibir os seus créditos históricos. Infelizmente, esta é uma matéria pouco relevante no actual debate sobre fotografia, sobretudo se pensarmos que ao vermos o outro, nos estamos também a ver a nós.
Tags:
Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Comments:

Laura Nadar
April 5, 2011

É que olhar e "gaze" não são nada a mesma coisa e muito se pode explicar sobre o que as mulheres fotógrafas fazem hoje se formos mais a fundo nessa questão. É bastante notória uma vertente em que a mulher incorpora esse gaze masculino e se engana, emancipando-se colocando-se no lugar de objecto de desejo do homem. O homem não objectifica a mulher, deseja-a; é a mulher que o faz.

Leave a Comment: