James Nachtwey

© 2008 James Nachtwey
© 2008 James Nachtwey

Pensei algum tempo antes fazer este post, acerca do pedido de um fotojornalista para que se divulgue um slideshow seu como forma de alerta para o perigo de uma determinada doença, convidando o espectador para que tome partido e efectue algumas acções, através de uma fórmula simples “espalhem a história, parem a doença”. Não descurando a possibilidade da fotografia servir como ferramenta de alerta, sensibilização e acção, a minha dúvida assenta por um lado na vontade de neste blogue divulgar fotografias, todavia não desejando contríbuir para espalhar mensagens que possam conter “virus” portadores de baixa energia ou consciência, como me parece potencialmente o caso, em que se alerta para um perigo eminente de doença á escala mundial, numa variante estranha ao tema proposto de “espalhem a história, e o medo com ela”. Contudo parece-me também importante equacionar se em face de uma questão como esta, é possível agir dentro dos nossos limites e de uma forma que não nos arraste para uma correnteza de medo e perda, de modo tão simples como apôr a nossa assinatura numa carta a enviar aos líderes mundiais? Divulgar um video? Não tenho resposta… mas quem quiser saber mais ou ver o video em alta definição, pode fazê-lo em http://www.xdrtb.org/.

Sobre o fotógrafo, trata-se de um fotojornalista que me permite especular de forma metafísica e derrapo à vontade, que se Deus se poderá afirmar numa míriade de formas humanas, talvez só nalgumas dessas se possa expressar ao seu nível mais elevado, não só esteticamente mas tambem eticamente. James Nachtwey exibe caracteríticas profundamente humanas no seu modo de fotografar, sendo que o objecto da sua fotografia é por vezes carregado não por sí mas pelos media e pelo baixo nível de consciência que as  suas mensagens por vezes geram,  de uma energia diametralmente oposta. À compaixão, à empatia, à aceitação incondicional, ao sentido do todo que nos une, sobrepõe-se no objecto por vezes uma energia de polaridade oposta, de medo, de incompreensão, de rejeição.

Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Comments:

October 6, 2008

Olá! Bem vindo às dores de cabeça dos Blogs! :-) E para começar, informo-te que este vídeo do James Nachtwey não corre. :-( Quanto ao resto do blog, o aspecto está melhor que o teu auto-retrato ;-) Continua, tu és daquelas pessoas que terão sempre algo de interessante para dizer relativamente à fotografia ou a qualquer outra matéria, por isso, o teu blog não será nunca "netlixo", antes pelo contrário, penso que será muito interessante seguí-lo. E será o que farei, para tentar descobrir afinal o que é isso de ser fotógrafo.

Joao Henriques
October 6, 2008

O vídeo deixou de correr, estas modernices do Youtube... de qualquer modo no final do artigo está o link para o original. Obrigado pelas boas-vindas à dor de cabeça, espera que seja só até me habituar a estas tretas, cola fotografia, mete video, etc etc.

Leave a Comment: