ligações (pouco) perigosas @ 03.07.2009

«I’m not interested in how people move, but in what moves them» Pina Bausch. Por esta altura noutro Universo, a dança enriqueceu. Neste, ficou mais pobre. A dupla Pina-Jackson, inimaginável na Terra, arrasa agora outros Olimpos.

#PP_ PINA_BAUSCH_08
PINA BAUSCH ©Paulo Pimenta

  • Subscrevo esta belíssima imagem-homenagem a Pina Bausch para anunciar o blographo, espaço onde cohabitam as menos conhecidas imagens dos fotojornalistas do Público.
  • The reason so much average or absolutely awful art gets promoted is that no one seems to understand what criticism is; if nothing is properly criticised, mediocrity triumphs. A critic is basically an arrogant bastard who says “this is good, this is bad” without necessarily being able to explain why. At least, not instantly. The truth is, we feel this stuff in our bones. And we’re innately convinced we’re right.” Da necessidade da crítica, Jonathan Jones no Guardian Art Blog via http://horsesthink.com/
  • Fortes poderes de atracção emanam desta MAGNÉTICA que apresenta no último número – virtual – entrevistas (e ensaios fotográficos) com Joana Amaral Dias, Adolfo Luxúria Canibal e ainda com o escritor italiano Roberto Saviano, do livro e filme Gomorra. Excelência, de produção lusa!
Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: