light works

[youtube NePhRIwzkfA 620 328]

Considerado o primeiro filme avant-garde americano, “Manhata” (1921) do fotógrafo Paul Strand e de Charles Sheeler, inspirado pelo poema de Walt Whitman’s “Mannahatta”, aliás citado em vários momentos. Nova Iorque, através de uma sequência de takes, sem palavras, nem por isso menos narrativa. A música é de safra recente, talvez um deep house minimalista (não é a minha área, portanto ressalve-se o disparate) de inspiração kraftwerkiana, conferindo ao objecto uma atmosfera futurista, bem adequada a sequências onde o real se faz abstracto por via de uma fantástica escolha de planos, inusitados e “cheios” de luz modeladora, ainda que natural.

Outras “luzes”

Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: