livros para pôr no sapatinho

Durante este mês fui deixando algumas sugestões para livros de fotografia provenientes de vários quadrantes, desde o amador até ao artista de créditos firmados. Algumas edições de cariz colectivo nomeadamente fotoalternativa.net e essência e memória parecem dizer respeito a um conjunto de fotógrafos portugueses com menores pretensões, o que contudo não deveria impedir o cuidado no grafismo, na consistência das imagens e na coerência do tratamento temático. Se outros méritos não tivessem, têm pelo menos o da capacidade de associação e reunião, no caso do essência e memória com fim meritório, pois os royalties revertem a favor da beneficiência. Já as 2 edições do colectivo português Kameraphoto, a state of affairs & 450, têm naturalmente outros níveis de exigência, acabamento e qualidade, fotográfica e curatorial. Ainda por cá, 3 edições recentes, 2 da editora Pierre von Kleist, a reedição de Lisboa, cidade triste e alegre de Victor Palla e Costa Martins, bem como o “Vol I” de Pauliana Valente Pimentel, e Patricia Almeida com Portobello.

Lá de fora, falei de alguns livros que me pareceram edições interessantes, considerando as temáticas em causa aliadas à qualidade fotográfica e editorial, Edward Burtinsky, Oil, Cristopher Anderson, Capitolio, Mitch Epstein, American Power, e da agência Magnum,  Georgian Spring. Um livro nomeado por várias fontes é o de Roger Ballen, Boarding House, embora o tenha adquirido ainda não tive oportunidade de o ver, mas imagino que esteja totalmente à altura das expectativas. Um outro livro que embora já do ano passado não posso deixar de nomear dado que me encheu a vista de um modo completamente inesperado, foi o de Hiroh Kikai: Asakusa Portraits. Um outro é uma primeira edição da Steidl, Chauncey Hare: Protest Photographs, que vai revisitar fotografias de uma tonalidade abertamente política e quiçá desencantada, mas que não deixa de ser um livro interessante. Como disse no início, não era tanto uma escolha crítica, mas antes um conjunto de sugestões que focasse determinados aspectos que me pareceram de evidenciar, independentemente do gosto pessoal, não obstante ele aí estar relevado, pois comprei ou vi a maior parte destes livros.

Para terminar e se ainda houver espaço na carteira, deixam-se à consideração outras listagens:

Tags:
Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: