Magnum Expression Award 2009

O Magnum Expression Photography Award cujo tema deste ano foi “Comunidades”, teve como portfolio ganhador o de Bieke Depoorter. Num dado interessante, assumiu-se a premiação de imagens em que o ruído digital se assume como característica congénita e não como uma aberração. Não terá sido alheia a essa escolha o facto de se tratarem de imagens de pendor fotojornalistico e quiçá, a vontade da Magnum em assumir uma atitude de vanguarda, isto porque a utilização desta característica do processo digital parece ainda estar longe do consenso daquilo que é a generalidade dos concursos fotográficos, nomeadamente os mais empenhados na vertente Fine Art. Nalgumas destas imagens, a utilização do grão digital parece conferir-lhes uma caracteristica algo plástica e até pouco real, factores que não tendo necessáriamente de se anular, fazem com que as imagens se aproximem do pictórico. Tratando-se em ambos os casos – fotografia e pintura – de interpretações do real, todavia é quase um automatismo pensar que a fotografia é mais real, como parece dar a entender Susan Sontag ao afirmar que “uma pintura falsa, falsifica a história da arte, ao passo que uma fotografia que foi alterada, modificada ou cuja legenda não corresponde à verdade, falsifica a realidade”.

Tags:
Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: