novos topógrafos

autor: paulo catrica
autor: mitch epstein

Imagens de Paulo Catrica da série Stadia, a de Mitch Epstein integrada em American Power. Embora formalmente próximas abordam questões distintas, o português com um trabalho efectuado no âmbito da realização do Euro 2004, enquadrado por uma abordagem sociológica e antropológica, que foi dado a conhecer em edição da Assirio e Alvim “Uma cidade de futebol“; o americano, explorando questões ligadas às energias nos EUA. O enquadramento de ambas sob o título de “novos topógrafos” alude à exposição “New Topograhics“, exibida em 1975 na George Eastman House, contudo não visa arrumar qualquer destes trabalhos à categorização limitativa, mas antes ao exercício evocador de influências e ao tributo, a um conjunto de trabalhos que apesar de friamente recebidos na época (ainda hoje…), se viriam a tornar numa forte influência na fotografia contemporânea. Robert Adams, Lewis Baltz, Bernd e Hilla Becher, Joe Deal, Frank Gohlke, Nicholas Nixon, John Schott, Stephen Shore e Henry Wessel Jr, autores presentes nessa famosa exposição – que aliás conhece agora um périplo europeu – ajudaram a cunhar uma abordagem que perdura, caracterizada por marcas onde a espectacularidade, a expressividade e a história são abordadas de uma forma algo “oblíqua”, que lhes confere uma singular beleza atípica.

Talvez uma diferença forte que marca estas imagens contemporâneas seja a opção pelas grandes impressões, conferindo-lhes uma espectacularidade inusitada, mas a evolução do mercado e não apenas das tecnologias, parece ter tido alguma influência nessa dinâmica. Paulo Catrica parece deter um registo que facilmente se poderá associar ao movimento “topográfico”, num trabalho cujo escopo tem sido sempre de uma assinalável proximidade e unidade a um registo formal e expressivo ligado à urbanidade e aos seus fenómenos. Será certamente essa uma das facetas a verificar na próxima exposição que lhe é dedicada no Museu da Edp em Março próximo .

Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: