Exit Wounds, 2020

Exit Wounds é um termo usado em linguagem forense, que se refere às feridas de saída, ou perfurações da pele causadas por um projétil. O termo parece encontrar um paralelismo entre o seu uso mais regular no jargão médico, e de guerra, e os discursos políticos e dos media, onde se comparou a pandemia do coronavírus a um estado de guerra.

Este trabalho foi efectuado em casa, com recurso a  imagens do meu arquivo pessoal, durante o período de confinamento obrigatório estabelecido pelo governo português, onde se decretaram medidas restritivas às saídas de casa. Esse tempo não só despoletou  um período marcado pela contracção na cultura, como deu origem a um intenso questionamento sobre a sustentabilidade e viabilidade da criação cultural em Portugal.

Exit Wounds is a term used in forensic language, which refers to outgoing wounds, or perforations of the skin caused by a projectile. The term seems to find a parallel between its more regular use in medical and war jargon, and political and media discourses, where the coronavirus pandemic was compared to a state of war.

This work was done at home, using images from my personal archive, during the mandatory confinement period established by the Portuguese government, where restrictive measures were imposed on leaving home. That time not only triggered a period marked by the contraction in culture, but also gave rise to an intense questioning about the sustainability and viability of cultural creation in Portugal.