possíveis

Photography is a system of visual editing. At bottom, it is a matter of surrounding with a frame a portion of one’s cone of vision, while standing in the right place at the right time. Like chess, or writing, it is a matter of choosing from among given possibilities, but in the case of photography the number of possibilities is not finite but infinite.John Szarkowski

Paul Graham: a shimmer of possibility


Este livro de Paul Graham: A Shimmer of Possibility poderia muito bem ilustrar a citação inicial. Dividido em capítulos, anónimos, preenchido por inúmeras páginas em branco, como se fosse o branco o silêncio ou apenas a promessa da mais pura luz, em que nada nela se imprime mas que tudo contém, fotografado de forma enigmáticamente real, nos limites do encenado ou vice-versa, sem quaisquer palavras, explicações, despido de acessórios, nele se parece representar a vastidão dos ainda prescrutáveis limites do fotográfico, ou então do Universo. A própria capa parece admitir essa paisagem infinita, misteriosa, plena de potencial mas que ao mesmo tempo pouco ou nada contém de visível, senão pequenos fragmentos de matéria de gestos feita, prenunciadores de um real, do qual parecemos só vislumbrar as aparências.

Citado por duas ou três fontes nas listas de bestofes do ano, confesso que a primeira passagem não foi de amor à primeira vista, o que é que há aqui para ver, questionei-me, mas o desapontamento é sempre aquilo que dá corpo à ilusão e reconhecida essa, ela dá lugar à percepção do que talvez possa ser outra ilusão, a de que estou perante um livro conceptual, estética e intelectualmente inabalável, e que em mim se entranha não apenas devido a esses preceitos, mas também e sobretudo, pela beleza singela e contemplativa da fotografia que nele se exibe.

Tags:
Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: