street

Mishka Henner

Jon Rafman


A assemblagem de imagens retiradas da Internet é uma fórmula que tem vindo a ser progressivamente explorada por diversos autores, destacando-se Doug Rickard, Michael Wolf, Mishka Henner, Jon Rafman, Joachim Schmidt, como dos mais prolíficos nesse capítulo. Questões relevantes sobre esta abordagem poderão dizer respeito a  autoria, originalidade, autenticidade, simulacro, real, vigilância, voyeurismo, democracia, arquivo, entre outras. O acesso a realidades que de outro modo seriam de dificil apresentação parece ser um dos aspectos que maior apelo teve para alguns desses artistas visuais. A fotografia como se conhece, o trabalho com imagens, a dar origem a novas derivações em que especialmente o “momento decisivo” parece estar a passar para as mãos da máquina, descoberto, seleccionado e editado à posteriori, mantendo no entanto intactas algumas das perspectivas da fotografia nos seus modelos mais tradicionais. Convoca-se todavia a nostalgia das imagens de grande qualidade e “craft”, que nestas aproximações parece ser uma das caracteristicas que se desvanece, em prol da resolução crua, pixelizada, quase fora dos limites do visível e do legível.

Share: Facebook, Twitter, Pinterest

Leave a Comment: